terça-feira, 4 de agosto de 2009

ORGULHO


Numa soberba paixão,
Ele ditou-se divino,
Enrijeceu seu sorriso
E fecundou-se ilusão.
Numa estrada sombria,
Ele vagou sem amor,
Julgando-se superior
Num reino de fantasia...

Vanessa Rodrigues

2 comentários:

Jorge Sader Filho disse...

Ninguém e nada sozinho. No alvo, Vanessa.
Beijos.

nataliakochem disse...

Adorei...